Bem-Estar

Filosofia Ayurveda

“Nada é bom para todos os indivíduos o tempo todo”

Essa é a base da filosofia Ayurveda, que significa: não há um alimento bom que seja bom para todo mundo o tempo todo e não há um estilo de vida que seja bom para todo mundo o tempo todo.

Saúde é você viver o seu padrão energético original e respeitar as particularidades desse padrão energético.

Leia também: Yoga – uma prática que vai ter surpreender

Mas o que é Ayurveda?

O Ayurveda nasceu na Índia há cerca de 7 mil anos, e é considerada a ciência de cura mais antiga que se tem conhecimento.

Em sânscrito Ayurveda significa “A Ciência da Vida”, portanto não se trata apenas de um sistema de cura de doenças, mas explica o conceito dos antigos sábios acerca da constituição do universo e como viver em harmonia com ele.

O Ayurveda afirma, baseado na filosofia Samkhya dos Vedas, que toda manifestação material do universo é formada a partir dos 5 elementos: éter, ar, fogo, água e terra.

Leia também: Pilates e seus efeitos na qualidade de vida

Inclusive o corpo humano.

Quando algum desses elementos está em desequilíbrio inicia-se o processo da doença.

A combinação desses elementos no corpo humano forma o que o Ayurveda chama de Doshas, que em uma linguagem mais moderna pode ser compreendido como “matrizes energéticas”.

Sendo assim o Ayurveda promove uma melhora na forma de pensar, uma alimentação correta e escolhas de vida mais apropriadas.

Leia também: Acupuntura e seus benefícios

Ele ajuda você a entender e equilibrar seu corpo, sua mente e sua consciência de acordo com sua constituição específica.

E te ajuda a entender como os fatores internos e externos podem influenciar negativa ou positivamente em sua vida.

Leia também: Atitudes diária para obter uma boa saúde mental

A prática da medicina Ayurveda com certeza te ajudará na sua qualidade de vida.

Fonte: Nádia Farhat – nutricionista


Posts relacionados

Benefícios da sauna para a saúde

6 benefícios da música para sua saúde

Efeitos de um programa de exercícios físicos no bem-estar psicológico de mulheres com mais de 55 anos



Deixe um comentário